CIRURGIAS


Cirurgia de Catarata

O que é a catarata?

Chama-se "catarata" ao cristalino opacificado, que provoca baixa visão/visão enevoada. O cristalino é uma lente transparente presente dentro do olho desde o nascimento e que, ao longo da vida, vai ficando mais turva. Por esse motivo, a causa mais frequente da catarata é o envelhecimento, mas algumas doenças (ex: diabetes) ou medicação crónica (ex. corticoterapia) podem antecipar ou acelerar este processo.

Todas as cataratas têm indicação cirurgica?

Sendo a catarata um processo do envelhecimento é normal que esteja presente nas fases avançadas da vida sem ter que necessariamente ser operada.

Em que consiste a cirurgia à catarata?

A cirurgia à catarata consiste na remoção desta «lente estragada» através da sua fragmentação, geralmente com ultrassons e consequente aspiração, seguida de colocação de uma lente artificial (lente intra-ocular).

Cirurgia da Retina

Quais as patologias da retina com indicação cirurgica?

Nem todas as patologias da retina têm tratamento cirúrgico, mas felizmente cada vez mais vão surgindo soluções cirúrgicas para muitos destes problemas.

Cirurgia do Glaucoma

A cirurgia do Glaucoma tem como objetivo reduzir a pressão intraocular, principal fator envolvido na progressão da doença.

A tensão ocular resulta do equilíbrio entre a produção e a drenagem de um líquido, humor aquoso, existente na parte mais anterior do globo ocular.

Cirurgia de Estrabismo

Chamamos estrabismo à situação em que os olhos estão «desalinhados». O objetivo desta cirurgia é obter o «alinhamento» correto dos olhos através de procedimentos nos músculos extraoculares (ex: recuo das inserções, encurtamento, etc).

Cirurgia oculoplástica e das vias lacrimais

Chama-se Oculoplástica ao ramo da Oftalmologia que trata estética e funcionalmente a área periocular, nomeadamente as pálpebras. Esta subespecialidade corrige quer alterações inestéticas resultantes do envelhecimento, quer patologia das pálpebras, como quistos, tumores, ectropions (palpebra « virada para fora»), entropions (palpebra «virada para dentro»), ptose (palpebra «descaída»), entre outras.

Cirurgia da superfície ocular

Várias patologias da superfície ocular têm indicação cirúrgica : pterigion em progressão («pele» que está a crescer sobre a córnea, com risco de tapar o eixo de visão), pinguécula de grandes dimensões, lesões pigmentadas ou tumorais da conjuntiva.

Injecções intra-vítreas

Este tratamento consiste na injecção de um fármaco na cavidade vítrea e geralmente cada doente necessita de várias injecções. Nalguns casos usado como coadjuvante da Laserterapia, noutros como principal tratamento em doentes diabéticos e com tromboses oculares, encontra uma das suas principais indicações no tratamento de doentes com DMI (Degenerescência Macular ligada à Idade) húmida. Pode ainda ser útil noutras patologias menos frequentes.

Marcação de consulta


Preencha o formulário para efetuar a marcação da sua consulta

Responderemos nas próximas 24h úteis
Será enviada uma cópia para o seu e-mail.
Ao submeter está a aceitar os nossos Termos e condições